domingo, 13 de outubro de 2013

O Deus das horas difíceis


Amados irmãos em Cristo Jesus, abram suas bíblias no livro do profeta Daniel, no seu capítulo 12 e versículo 1, onde iremos basear a nossa mensagem de hoje. O texto diz: “Naquele tempo se levantará Miguel, o grande príncipe que se levanta a favor dos filhos do teu povo; e haverá um tempo de tribulação, o qual nunca houve, desde que existiu nação até aquele tempo; mas naquele tempo livrar-se-á o teu povo todo aquele que for achado escrito no livro”.
O texto que lemos possui importantes ensinamentos para todos nós, os quais se bem aproveitados poderão ser de grande utilidade, nos dando a autoridade necessária para superar momentos de dificuldade em nossas vidas. Este texto em síntese é uma das revelações entregues por Deus a Daniel, um homem incomum, mesmo para os tempos bíblicos. Muito se fala a respeito de Daniel na cova dos leões, porém este homem vai muito além desta passagem. A palavra nos mostra Daniel, um provável membro da família real, cativo na Babilônia, juntamente com outros três jovens; Sadraque, Mesaque e Abdenego, em tempo Ananias, Misael e Azarias, os quais resolveram não se submeter as investidas das autoridades babilônicas no sentido de experimentar da sua comida, ou adorar os seus deuses. Com esta atitude, eles não só subjugaram o inimigo ao serem lançados em uma fornalha, como também foram honrados com altos cargos junto ao governo. Daniel é um profeta completo, cujas atitudes apontam para a excelência, e cujas profecias abrangem todas formas de tempo conhecidas pelo homem; passado, presente e futuro. Definitivamente este foi um homem segundo o coração de Deus e em quem nós podemos confiar para receber o entendimento desta mensagem.
Esta profecia de Daniel inicia com o texto: Naquele tempo. Muito se diz a respeito das profecias de Daniel, muitas contas são feitas para compreender o “onde e quando” estas profecias vão acontecer. Eu porém quero ser muito simples mas bem profético ao dizer que “naquele tempo” é uma data indefinida, só conhecida pelo Senhor e o seu alto escalão de soldados. Naquele tempo, pode ser ontem para mim, hoje para você ou agora para o irmão ao seu lado. Naquele tempo é o momento exato no espaço e no tempo onde todos nós podemos estar inseridos conforme a nossa necessidade.
Agora é “naquele tempo”, agora é o momento de você ser grandemente abençoado por intermédio da revelação desta palavra. Abra sua mente, abra o seu coração e receba tudo o que o Messias tem para lhe entregar. Glorifique o Senhor!
       Todos nós passamos por uma época difícil, até mesmo um tempo de desespero onde nos encontramos perdidos nos nossos pensamentos, sem compreender os porquês da matemática espiritual nos permitir passar por determinadas situações. Isto se relaciona com muitos fatores sociais, amorosos, ministeriais, de saúde e financeiros. Quem pode dizer jamais ter passado por um tempo de tribulação em qualquer uma destas áreas?
       A tribulação, no entanto, diferente do imaginário comum, não é um castigo da parte de Deus. Nós estamos sujeitos à tribulação e de certa forma ela chega até nós como forma de nos edificar espiritualmente. Aprendemos isto em Romanos 5:3 – “E não só isso, mas também nos gloriemos nas tribulações, sabendo que a tribulação produz fortaleza. Em outra tradução está assim descrito: “A tribulação produz perseverança”.  As traduções mostram  duas palavras diferen­tes mas com raízes idênticas: Fortaleza e perseverança” têm no grego a mesma raiz. O que isto prova? Que quando somos perseverantes em nossas tribulações geramos uma fortaleza capaz de vencer as investidas do diabo contra nós em momentos de dificuldade.
Não interessa a dificuldade, nem o tamanho da sua tribulação, aprenda que Deus está com você e Ele manda providência sobre você e sua família  na hora certa para trazer socorro.
       Porque vem a tribulação
       É normal perguntarmos o motivo das nossas tribula­ções e compreender estes motivos é essencial para manter em dia a sua vida cristã. Basicamente as tribulações ou provações pelas quais passamos possuem dois motivos. O primeiro motivo é a conseqüência. Muitas vezes sofremos por não ouvir a voz de Deus, o Senhor nos alerta a respeito de determinados assuntos através da palavra, da oração e até mesmo por intermédio da revelação direta da sua mensagem sobre nós e mesmo assim nós nos ensurdecemos quanto a elas. Evidente que se não ouvimos, perdemos o vínculo com Deus e nos colocamos dentro do princípio da legalidade que autoriza o inimigo a operar sobre nós. O segundo motivo são as circunstâncias. Muitas vezes somos atingidos por determinados tipos de tribulações em virtude das simples circunstâncias. Foi isto o que aconteceu na vida de Jó a quem o próprio Deus chamava de “servo”. Em nenhum momento Jó deu liberalidade para o inimigo operar em sua vida, porém o Messias encontrou liberdade para colocá-lo sob uma dura prova por conhecer o seu coração e as suas possíveis atitudes.  Também vimos isto na vida de Abraão e seu filho Isaque. Porque pediria Deus a Abraão o seu único filho? Claro que para demonstrar ao inimigo a obediência do seu servo amado.
       Exatamente por este motivo não devemos murmurar no período de tribulação. A palavra de Deus diz em 1ª Coríntios 11 a partir do versículo 28 – “Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e assim coma do pão e beba do cálice... e logo depois no versículo 30 lemos – “Por causa disto há entre vós muitos fracos e enfermos e muitos que dormem”. Se você é capaz de avaliar a si mesmo e compreender os motivos da sua tribulação também é capaz de passar por ela glorificando o nome do Senhor em tudo. Foi isto que o Messias nos ensinou nas “bem aventuranças” - Mateus 5.10 – Bem aventurados os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus. 11 Bem aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo mal contra vós por minha causa. 12 Alegrai-vos e exultai, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós.

Se você tem sido injuriado dê Glória Deus, te você tem sido perseguido dê glória Deus, a tua alegria gera poder no céu, e terremotos espirituais na terra.
      
       Recebendo providência na tribulação
Sim! Eu disse terremotos! Talvez você ainda não tenha percebido a capacidade e o poder do seu louvor. Sempre que glorificamos a Deus nós abrimos portas espirituais tremendas sobre nós. Glorificar a Deus no tempo da angústia gera bênçãos sem limite em todas as áreas da nossa existência física e espiritual. O texto em Daniel 12 não fala em terremotos mas fala na causa de um grande terremoto. O texto assim descreve: “Naquele tempo se levantará Miguel, o grande príncipe, que se levanta a favor dos filhos do teu povo...”. Afinal quem é Miguel? Dentro do entendimento bíblico os anjos possuem algumas classifica­ções e entre elas vamos ficar com as principais: Arcanjos, querubins e serafins. O anjo Miguel cujo nome significa “Quem é semelhante a Deus” é um “arcanjo” ou um “encarregado chefe dos anjos”. (arc = governo, poder, chefe. Exemplo: ‘Arc’ebispo, chefe dos bispos). O Anjo Miguel aparece raríssimas vezes na bíblia, em geral guerreando contra o diabo, o que nos leva a compreender a sua grande autoridade e poder. Uma autoridade como esta não entra em nossa atmosfera de maneira comum. Na realidade é impossível não sentir a sua presença. Em Gênesis 1, versículos 1 e 2, podemos notar algo interessante. O texto diz: No princípio criou Deus os céus e a terra. 2 A terra era sem forma e vazia, e havia trevas sobre a face do abismo...  Note o conflito entre o primeiro e o segundo versículo. Isto acontece porque foi exatamente entre estes dois versículos que um arcanjo, chefe dos Querubins (levitas) caiu na terra por invejar o trono de Deus. Seu nome: Satanás! Ao ser precipitado sobre a terra ele causou um grande estrago em toda a terra. Segundo o entendimento dos mais experientes, algo em parecido com 50 bombas semelhantes as de Hiroshima e Nagasaki caíram sobre a terra gerando trevas que perduraram por milhares de anos. Este teria sido o maior estrago ocorrido no planeta até os dias de hoje, só podendo ser recuperado por intermédio do Espírito Santo de Deus que “pairava” sobre as águas. A grande maioria das pessoas entende que esta explosão ocorreu no momento impacto entre este anjo caído e a terra que havia acabado de ser formada, mas na realidade este acidente ocorre em virtude da entrada de um poder gigantesco dentro da nossa concepção física de céu. A visão celestial compreende o céu em 3 níveis diferentes, sendo o primeiro o mundo conforme o conhecemos e vivemos, o segundo onde acontecem as coisas espirituais, onde residem os anjos de menor escalão e onde acontecem as batalhas espirituais e o terceiro, onde está a sala do trono, ou a presença de Deus, auxiliado à distância pelos seus anjos maiores. Estes três céus, se fossem descritos de forma gráfica, seriam afunilados do maior deles compreendido pela sala do trono, para o menor onde nós estamos, e estão lacrados por portais, portões e portas, de forma que seres viventes estabelecidos em um determinado nível não podem simplesmente transitar entre eles sem uma expressa autorização do nível superior. Esta contenção em todos os níveis é o que mantém todo o equilíbrio do universo evitando que ele entre em colapso. O terremoto ao qual nos referimos ocorre sempre que uma forma celestial de vida atravessa estas passagens em direção ao primeiro céu. O poder comissionado sobre eles por Deus é tão grande que se torna impossível manter o equilíbrio, gerando então o impacto registrado na palavra de Deus por diversas vezes. Um anjo possui o poder de aproximadamente 185.000 homens. Em Isaias 37.36 está escrito: “Então saiu o anjo do Senhor, e feriu no arraial dos assírios a cento e oitenta mil; e quando se levantaram pela manhã cedo, eis que todos estes eram corpos mortos”. Imagine então o poder de um exército de Anjos ao seu favor e compreenda a força constituída sobre você através da autoridade que o Senhor nos Deu sobre eles.

Deus quer fazer um terremoto na sua vida
Em momentos de dificuldade o Messias sempre nos envia o “socorro bem presente”. Deus está sempre atento às nossas necessidades e pronto para nos livrar e nos consolar. A providência de Deus nunca aparece do nada em momentos de grande dificuldade, ela é sempre acompanhada de grandes e impactantes acontecimentos.  No livro de Mateus, capítulo 28.2 estamos no fim de um sábado quando já despontava o primeiro dia da semana, duas mulheres, Maria Madalena e a outra Maria vão ver o sepulcro. O versículo 2 diz:  “E eis que houvera um grande terremoto; pois o anjo do Senhor descera do céu e, chegando-se removera a pedra e estava sentado sobre ela”.  Perceba, em um momento de grande angústia e sofrimento Deus manda um soldado preparado para socorrer a dor dos cristãos e provar que a morte foi vencida.

Glorifique ao Senhor, creia no poder de Deus pois hoje ele está enviando seus soldados para vencer a tristeza em torno da morte. Deus vai tirar do seu coração toda a dificuldade e toda a tristeza por causa da morte!
       Em Atos 16.26 nos vamos encontrar outro terremoto. Estão presos dois homens de Deus, um é Paulo o apóstolo, outro é Silas o discípulo. Os dois haviam sido açoitados, humilhados, maltratados e como se não bastasse lançados atrás das grades em uma prisão. Um longo período de sofrimento, porém a bíblia diz que “pela meia noite Paulo e Silas oravam e cantavam hinos a Deus, enquanto os presos os escutavam, o versículo 26 então diz: “De repente houve um tão grande terremoto que foram abalados os alicerces do cárcere, e logo se abriram todas as portas e foram soltos os grilhões de todos”. Paulo e Silas estavam adorando em meio à provação e Deus os socorreu enviando um soldado para ajudá-los. O poder de Deus atravessou o portal da sala do trono, os portões do céu e as portas da terra, fez tremer a base do inferno simbolizada pela prisão onde estavam os seus filhos e os libertos com júbilos de honra e glória.
Há pouco eu disse “naquela época é agora!”.
Isto quer dizer que agora, se você levantar a sua mão para o céus e glorificar o nome do Senhor Deus vai balançar as estruturas do inferno e derrubar todas as grandes da sua vida. Glorifique o nome do Senhor porque hoje está caindo a grade da humilhação, glorifique o nome do Senhor porque hoje está caindo a grade da dor, glorifique o nome do Senhor porque hoje aqueles que te ofenderam vão conhecer o terremoto que Deus faz na vida daqueles que tocam no seu povo!

       O segredo para fazer terremotos
       Terremotos mechem com a terra, viram os mares, derrubam construções, mas terremotos também trazem montanhas do fundo do mar e abrem novos caminhos. O terremoto pode ser uma fonte de destruição, mas para Deus é o prenúncio de uma nova condição de vida. Qualquer pessoa tem o poder exaltar o nome de Jesus e receber dele a capacidade de gerar um terremoto espiritual em sua vida. Para isto há um segredo: Todo crente que adora gera terremotos. Todo crente que adora tem as chaves que abrem as portas espirituais dos céus na sua direção, todo crente que adora recebe de Deus autoridade para vencer as suas batalhas. A adoração é o combustível que sustenta toda a estrutura espiritual. A adoração sustenta o trono de Deus e você pode ver isto pelo desenho da Arca da Aliança. A constituição da arca é de madeira de acácia, revestida de ouro. Isto representa o poder de Deus representado pelo ouro e a constituição humana da presença de Deus através do homem, imagem e semelhança de Deus representado pela madeira de acácia. Dentro da Arca, encontramos as tábuas da Lei de Moisés, um pote de ouro com maná, e a vara de Arão. Vamos nos atentar agora para a tampa da Arca da Aliança, lá nos encontramos dois querubins, um de frente para o outro com as asas estendidas em posição de adoração. Porém quando olhamos para o centro não há nada lá. O que significa isto? Hebreus 11.1Fé a certeza dos coisas que esperamos e a prova das coisas que não vemos. Claro! A presença do Deus invisível, o EU SOU, o criador dos céus e da terra, mantido sobre a adoração constante. Adore ao Senhor e você vai gerar terremotos na sua vida e na vida da sua família.

       Esteja preparado para a tribulação
       O tempo de tribulação vem sobre nós. Isto faz parte conforme já vimos da vida do Cristão. Porém o texto que lemos diz o seguinte: “e haverá um tempo de tribulação, o qual nunca houve, desde que existiu nação até aquele tempo; mas naquele tempo livrar-se-á o teu povo todo aquele que for achado escrito no livro. Preste atenção. A bíblia está dizendo que haverá um tempo de tribulação o qual nunca houve antes. Talvez “naquele tempo” signifique que agora você está passando por uma tribulação maior do que todas as outras, porém a bíblia também diz o seguinte: “...mas naquele tempo livrar-se-á o teu povo todo aquele que for achado escrito no livro. Para passar pela tribulação você precisa estar na lista VIP de Deus. O Seu nome precisa estar escrito no “livro da vida”. Você pode exercer autoridade espiritual sobre todas as tentativas do inimigo de atrapalhar a sua vida, mas para isto você tem que estar cadastrado com Deus, e mais do que isto, é preciso ter crédito com Ele! Em João 12.48 o Senhor disse: “A própria palavra que tenho pregado, esta o julgará no último dia”, também em 2ª. Coríntios 5.10 a palavra de Deus diz que “cada um receberá segundo o bem ou o mal que tive feito” . A palavra de Deus nos ensina a amar a Deus sobre todas as outras coisas! Isto significa adorar profundamente ao Senhor. A palavra de Deus nos ensina a fazer o bem e não o mal, pois isto certamente trará vitórias grandiosas para nós e para o ministério de Cristo.

Derrote a tribulação
       Para gerar todo este impacto no plano espiritual e fazer refletir na sua vida secular e ministerial é preciso tomar duas atitudes básicas. A primeira é ter “ginga” de vencedor. Não ande como um derrotado, ande como um vencedor. Declare a sua vitória, cantando hinos e glorificando o nome de Deus. Hoje vemos muitos irmãos derrotados antes mesmo de passar pela batalha. É preciso vencer! É preciso declarar a sua vitória sempre. Se a sua vida está difícil continue glorificando e mostrando ao inimigo que você é um vencedor. A força levanta o peso, mas atitude é que cria o campeão.  A segunda é não seja levado pelo pecado, porque o pecado leva à morte espiritual. O Salmo 1.5 diz: “Pelo que os ímpios não subsistirão no juízo, nem os pecadores na congregação dos justos...”. O pecado leva à morte espiritual e para ter o seu nome no Livro da Vida você não pode pecar. Preste atenção nos seus caminhos, nas suas palavras, nas suas atitudes. Deus certamente está vendo tudo aquilo que os seus irmãos e o seu pastor não está vendo. Ouça a voz de Deus. Não pode haver manchas na sua farda, não pode haver manchas na sua vida Cristã. Se você cumprir com estas duas recomendações o terremoto de Deus vai acontecer hoje na sua vida. Hoje é “naquele tempo...” e eu creio que Deus já está trazendo o terremoto espiritual que vai abalar as estruturas espirituais contrárias ao seu sucesso, a sua saúde e ao seu crescimento espiritual. É exatamente o que diz em  Apocalipse 3.5O que vencer será assim vestido de vestes brancas, e de maneira nenhuma riscarei o seu nome do livro d vida; antes confessarei o seu nome diante de meu Pai e diante dos anjos. Se você glorificar o nome do Senhor muito antes da tribulação chegar, o anjo do Senhor vai estar ao seu lado para te proteger. Da mesma forma muito antes de você pensar o próprio Deus vai estar confessando o seu nome diante do Pai e diante dos anjos.  Receba autoridade hoje, e gere terremotos espirituais na sua vida, pois o Deus das horas difíceis está aqui nesta noite.

pr. altamir de souza
Na Visão de Multidões!
Shalom Aleichem, Aleichem Shalom
A paz seja convosco, convosco esteja a paz

Todos os nossos textos são liberados para estudos, pregações em pequenos grupos ou igrejas. A publicação dos textos entretanto só deverá ser feita mediante a autorização por escrito do autor.