sábado, 17 de maio de 2014

Salmo 91 - A maior de todas as decepções.


Leitura bíblica: Salmo 91.1-7 – Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Onipotente descansará. 2 Direi ao Senhor: Ele é o meu refúgio e a minha fortaleza, o meu Deus em quem confio. 3 Certamente ele te livrará do laço do passarinheiro, e da peste perniciosa. 4 Ele te cobrirá com as suas penas e debaixo  das suas asas estará seguro; a sua fidelidade será seu escudo e broquel. 5 Não temeras o terror noturno, nem a seta que voa de dia. 6 nem peste que anda na escuridão, nem a praga que destrói ao meio dia. 7 Mil cairão ao teu lado, dez mil à tua direita, mas tu não será atingido

DURANTE a sua vida certamente houveram decepções, algumas grandes outras nem tanto. Talvez neste momento você esteja decepcionado com algo, ou talvez a decepção sofrida há tempos atrás esteja até os dias de hoje gerando resultados negativos em sua vida. Quando olhamos para Adão e Eva, o primeiro homem e primeira mulher, percebemos que eles não foram projetados para a decepção. Os dois viviam em um jardim onde eram providos de todas as suas necessidades físicas e espirituais. O próprio Pai da criação os visitava no decorrer do dia para encontra-los e apascentá-los. Este Pai entre muitas das suas qualidades possui uma muito especial: Ser um pai altamente protetor. Deus fez todos os firmamentos, as árvores e os animais da terra à distância e mesmo assim com o mais alto nível de perfeição, porém quando chegou o momento de construir o homem Ele entendeu ser necessário “fazê-lo” pessoalmente.


Mesmo depois de Adão e Eva cometerem um grave pecado capaz de trazer condenação para toda a humanidade Deus permaneceu na mesma visão de cuidado e amor, tanto que nos enviou o seu próprio filho para você crer nEle e ser salvo independente das suas transgressões. Entretanto, se de fato vivemos debaixo de tamanha proteção por que nos decepcionamos?  Por qual motivo vivemos debaixo de tantas lutas e decepções? Ao longo dos milênios o inimigo encarregou-se de corromper o nosso coração. Há um jargão entre os crentes onde costumamos chamar de “ímpios” todas as pessoas que estão fora da igreja, mas observando a palavra um pouco mais profundamente vamos perceber a existência de muitos ímpios dentro da própria igreja ou pelo menos de um certo grau de impiedade em cada um de nós. Não se espante com esta afirmativa e continue atento ao texto. A palavra “ímpio” como todas as outras é composta de um prefixo e um sufixo, o prefixo “im (ou ‘in’)” basicamente é uma negação. Exemplo: ‘Im’piedoso = que não tem piedade, ‘im’prestável = que não presta e assim sucessivamente. Já o sufixo “pio”, deriva do latim e significa “santo”. É por isto que a igreja católica nomeou seus papas como “Papa Pio XII, no entendimento dos católicos então: Papa ‘santo’ XII. Neste sentido, observando bem a elucidação etimológica da palavra, se você não se santificar, (em todas as áreas da sua vida) não orar, e não se separar das coisas mundanas, mesmo estando na igreja poderá ser ‘ímpio’ (não santo ou separado) em determinadas áreas da sua vida ou totalmente. Por outro lado qualquer pessoa incapaz de exercer características de santidade fica disposta aos desmandos de satanás e passa a viver sob à sua sombra, e não à sombra do Onipotente. Pessoas nesta condição passam a ser vitimas de ciladas perigosas como por exemplo: Autoestima exagerada – Sl 36:3 diz – “Pois em seus próprios olhos se lisonjeia, e diz que a sua iniquidade não há de ser descoberta, nem detestada”. Presunção – Gl 6.3 diz – “Se alguém pensa ser alguma coisa, não sendo nada, engana-se a si mesmo. Santimônia (Santimônia – Atitude que leva o indivíduo a achar que é “santíssimo” independente dos seus pecados.) mesmo quando em 1ª. João 1.8 está escrito – “Se dissermos que não temos pecado nenhum, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós”.  Todos estes sentimentos juntos levam uma pessoa ao egocentrismo onde ela própria passa a ser seu próprio Deus e com isto o risco da decepção fica à disposição do inimigo. É claro que você pode ter sofrido uma grande decepção mesmo tendo se preservado em relação a todas estas coisas. Vamos deixar claro que decepções fazem parte do cotidiano do Cristão até porquê estamos em um mundo onde as setas estão apontadas para você.

Mas sendo assim como evitar a decepção? A decepção é um profundo sentimento de tristeza pela não realização das nossas expectativas, então para evitar a decepção é preciso antes de qualquer coisa ‘controlar’ suas expectativas. Elas devem ser baseadas sempre na Palavra e nunca nos seus próprios sentimentos. Veja: “Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo...”. Este ‘habitar’ significa “depositar no Senhor todas as suas expectativas e necessidades”. Pense um pouco! Onde você tem depositado as suas expectativas? Talvez no seu dinheiro, no seu status, no seu conhecimento, na sua força física, enfim. O Salmo 91.1 termina dizendo – “À sombra do onipotente descansará”. Mais do que simplesmente descansar, estar à sombra do Senhor significa segurança, certeza da conquista dos seus projetos independente do quadro atual e também ter prazer em estar na presença de Deus. No livro poético de Cantares 2.3 está escrito – “...Desejo muito à sua sombra, e debaixo dela me assento. O seu fruto é doce para o meu paladar”.  Somente o Senhor pode fazer cumprir as suas expectativas sem trazer decepção na sua vida, somente através do Senhor você recebe a armadura capaz de defender das setas inflamadas do inimigo (Efésios 6.10-20) e pode então declarar – “Ele é o meu refúgio e a minha fortaleza, o meu Deus em quem confio”.  Para não sofrer decepções você precisará orar e guerrear a partir de agora crendo verdadeiramente estar seguro “debaixo das asas do Senhor” onde não há dor e nem morte espiritual e onde, de fato, “Mil podem cair ao seu lado, dez mil a sua direita, mas você jamais será atingido.

pr. altamir de souza
Na Visão de Multidões!
Shalom Aleichem, Aleichem Shalom
A paz seja convosco, convosco esteja a paz

Todos os nossos textos são liberados para estudos, pregações em pequenos grupos ou igrejas. A publicação dos textos entretanto só deverá ser feita mediante a autorização por escrito do autor.

AJUDE-NOS A DIVULGAR ESTE BLOG.