quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Esta batalha você não pode perder.


LEITURA BÍBLICA
Daniel 10.11-14 – E ele disse: Daniel, você é muito amado. Preste bem atenção ao que vou lhe falar; levante-se, pois eu fui enviado a você”. Quando ele me disse isso, pus-me em pé, tremendo. 12 E ele prosseguiu: “Não tenha medo, Daniel. Desde o primeiro dia em que você decidiu buscar entendimento e humilhar-se diante do seu Deus, suas palavras foram ouvidas, e eu vim em resposta a elas. 13 Mas  o príncipe do reino da Pérsia me resistiu durante vinte e um dias. Então Miguel, um dos príncipes supremos veio em minha ajuda, pois eu fui impedido de continuar ali com os reis da Pérsia. 14 Agora vim explicar-lhe o que acontecerá ao seu povo no futuro, pois a visão se refere a uma época futura”.
______________________________________________________


A
Oração sempre foi uma arma de defesa usada por Daniel na invisível guerra espiritual mencionada em Daniel 9.3 – “Por isso me voltei para o Senhor Deus com orações e súplicas, em jejum, em pano de saco e coberto de cinza”, - bem como no texto em estudo, que exemplifica melhor a batalha da intercessão. l Vamos abordar o tema oração voltado à batalha espiritual e entender como este procedimento espiritual pode nos ajudar a obter sucesso em diversas áreas da nossa vida. l Diferente de outros tipos de oração como agradecimento, louvor ou exaltação, a oração de batalha espiritual está diretamente ligada ao combate direto entre o plano físico e espiritual do homem. Através deste padrão de oração acionamos em nós o poder vindo do reino capaz de realizar “milagres” e “maravilhas”, sinais estes poderosos e capazes de afastar a opressão de satanás sobre as nossas vidas e a vida de outras pessoas gerando grande felicidade e sentimento de gratidão. Em Atos 8.7 – vemos Felipe atuando em batalha espiritual e gerando resultados – “Os espíritos imundos saiam de muitos, dando gritos, e muitos paralíticos e mancos foram curados. 8 Assim houve grande alegria naquela cidade. l No texto em estudo notamos que a batalha espiritual travada por Daniel foi ouvida por Deus desde o primeiro dia em que o profeta estabeleceu com sinceridade um propósito em seu coração. Ao mesmo tempo, no entanto, teve início uma guerra invisível. O “príncipe do reino da Pérsia”, um anjo de Satanás, reteve o emissário que Deus enviara com a resposta. Uma batalha de 21 dias foi empreendida nas regiões celestiais entre as forças de Deus e as de Satanás, antes que Daniel contemplasse a vitória definitiva. Aprendemos assim que Deus ouve e passa a atuar conosco desde o princípio, porém nem sempre os resultados de uma batalha espiritual são imediatos a nosso favor. l AGORA PENSE: Qual a melhor estratégia para vencer guerras espirituais através da oração? – Quando falamos em estratégia necessariamente temos de citar Jesus como o maior exemplo da vida dedicada à oração e a intercessão eficaz. Cristo nos mostrou que a “perseverança” em meio as tribulações e as afrontas são o principal alimento para vencermos o inimigo. Ele foi o GUERREIRO VITORIOSO, o maio intercessor que já viveu. Apenas algumas horas antes de ser traído, negado, zombado, açoitado, torturado e crucificado, Ele conquistou pela oração intercessória (batalha) vitórias que protegeram, moldaram e consolidaram a sua igreja para sempre. l Como soldado do exército de Deus você sabe agora que não há vitória sem batalha. Quem consegue imaginar a extensão total do ataque brutal de Satanás contra Jesus, quando as potestades e os principados mais ferozes do reino das trevas convergiram para tentar impedir a sua intercessão? Quem pode entender totalmente a intensidade dessa guerra visível, enquanto Jesus estava na brecha, obtendo vitórias para nós por meio da oração?  l Vamos entender o que fez Jesus vencer esta guerra invisível?  – Jesus trabalhou em 4 níveis diferentes de estratégia, sendo duas voltados para o alto (espiritual) e duas voltadas para baixo (físico); A primeira estratégia utilizada por Jesus foi ESTAR ALERTA, a todas as coisas que estavam acontecendo a sua volta. Ele não permitia desviar a sua atenção em nenhum momento para assuntos ou situações capazes de prejudicar a intercessão em favor dos seus objetivos. A segunda  estratégia foi SER COERENTE com o momento, o local e as pessoas envolvidas em sua batalha. Jesus não se tornava pesado demais, nem de menos, Jesus mantinha uma linha de raciocínio espiritual e intelectual capaz de envolver consistentemente a todos, independente do níveis intelectuais, sociais e financeiros de cada um. A terceira estratégia foi a OBEDIÊNCIA incondicional aos mandamentos do seu Pai, e por último, a sua quarta estratégia foi a DISCIPLINA em todas as ocasiões. Jesus mantinha a sua rotina independente das situações à sua volta. l No texto em estudo vemos Daniel antecedendo Jesus nas mesmas estratégias e podemos contemplar a resposta do Senhor. Leia Daniel 10:12Não tenha medo Daniel. Desde o primeiro dia em que você decidiu buscar entendimento e humilhar-se diante de Deus, suas palavras foram ouvidas, e eu vim em resposta a elas”.  Assim como Jesus, Daniel exerceu características de pessoas dedicadas a oração. Daniel teve o Desejo sincero de interceder pelo seu povo, SUJEITOU A SUA VONTADE inteira ao Pai, ADQUIRIU A MENTE DE DEUS, e teve uma vida de ORAÇÃO DE GRAÇAS E LOUVOR. Por meio destas mesmas características Jesus destruiu as linhas de defesa de Satanás e conquistou unidade, proteção, santificação, amor e glória eternamente para a sua igreja. Hoje é dia de você entrar em oração intercessória e batalha espiritual contra todas as coisas espirituais que possam estar afligindo a sua vida. Ore firmemente, batalhe e creia no poder vitorioso do Espírito Santo e você sairá hoje com capacidade de realizar sinais, milagres e maravilhas em todas as áreas da sua vida onde possam haver dificuldades. Creia, busque as características físicas e espirituais do estudo e receba o poder de Deus sobre a sua vida!  Há grande poder em suas palavrase em sua oração!