sábado, 8 de dezembro de 2012

Aprendendo a vencer minhas preocupações


Mateus 6.25-34 – Portanto eu lhes digo: Não se preocupe com sua própria vida, quanto ao que comer ou beber; nem com o seu próprio corpo, quanto ao que vestir. Não é a vida mais importante que a comida, e o corpo mais importante do que a roupa? 26 Observem as aves do céu: não semeiam nem colhem nem armazenam em celeiros; contudo, o Pai celestial as alimenta. Não tem vocês muito mais valor do que elas? 27 Quem de vocês por mais que se preocupe, pode acrescentar uma hora que seja à sua vida?  28 “Por que vocês se preocupam com roupas? Vejam como crescem os lírios do campo. Eles não trabalham nem tecem. 29 Contudo, eu lhes digo que nem Salomão, em todo o seu esplendor, vestiu-se como um deles. 30 Se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada ao fogo, não vestirá muito mais a vocês, homens de pequena fé? 31 Portanto, não se preocupem, dizendo: “Que vamos comer?” ou “Que vamos beber?”, ou “Que vamos vestir?”. 32 Pois os pagãos é que correm atrás destas coisas; mas o pai celestial sabe que vocês precisam delas. 33 Busquem, pois em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhes serão acrescentadas. 34 Portanto, não se preocupem com o amanhã, pois o amanhã trará suas próprias preocupações. Basta a cada dia o seu próprio mal.



T
EMOS aprendido nos últimos dias a identificar as estratégias de Satanás para invadir as nossas fortalezas espirituais e destruir o nosso relacionamento com Deus. Esta, alias é uma das principais atividades exercidas por ele, de forma ininterrupta, acirrada e muito organizada. O próprio satanás dissipou a ideia de ser um anjo desorganizado. É comum vermos expressos em desenhos, charges e filmes o inferno sendo retratado como um lugar escuro e bagunçado, porém a situação é totalmente contrária; O quadro hierárquico do mal está rigorosamente estabelecido em escalas, setores e ramificações muito bem elaboradas. Satanás divide o seu império por especialidades de guerra como: “Espionagem, informações cruzadas, trincheiras, táticas invasivas e defensivas, controle, chantagem, tortura mental e física, além de outras técnicas muito eficazes quando aplicadas a uma pessoa, uma comunidade, ou até mesmo um país despreparados”. Toda esta organização se dá ao longo dos séculos por um motivo principal: A impossibilidade de conhecer totalmente os nossos pensamentos e de atingir a esfera espiritual da nossa existência. – Sendo assim, é preciso ATACAR, pra abrir CAMINHOS até a nossa MENTE e isto se dá através de um princípio semelhante ao encontrado na bíblia chamado SEMENTE. Uma das sementes mais utilizadas para abrir caminho até a nossa mente é a PREOCUPAÇÃO. Situações ora reais, ora imaginárias atacam os nossos pensamentos constantemente gerando uma pressão por vezes difícil de suportar, acompanhada do estresse e consequente sentimento de impotência diante das situações à nossa volta.
Quando observamos a vida dos irmãos, notamos que cada um dos sentimentos trazidos à tona nos leva a ter diversos tipos pensamentos. Neste caso é preciso saber diferenciar as duas coisas: Sentimento está ligado ao corpo, direcionado para a emoção e pode ser atingido e dominado pelo inimigo, já o pensamento não pode ser atingido, porém pode ser DIRECIONADO!  No texto em estudo, vemos Jesus nos ordenando a abandonar os sentimentos de PREOCUPAÇÃO, e ao mesmo tempo Ele nos ordena a LEMBRARMOS do Pai. Lembrar é algo que fazemos em pensamento, onde o inimigo não tem acesso. Perceba a estratégia do Senhor neste texto, Ele nos exorta a abandonar as preocupações porque sabe que elas são um porta de acesso à nossa mente e imediatamente nos dá uma fórmula para atingirmos sucesso ao fixarmos os nossos pensamentos em DEUS. Ele sabe que o Pai é capaz de suprir todas as nossas necessidades (v30) e mais ainda, ele conhece antes de nós as nossas necessidades e os nossos limites e sendo assim, não há motivos pra preocupação (v32).
Qual a melhor maneira de vencer os sentimentos negativos trazidos pelo sentimento de preocupação? – A resposta é RESISTIR, sabemos que em uma estratégia de GUERRA a resistência por vezes se torna mais eficaz do que o ATAQU­E, porém é preciso saber resistir. Enquanto esta nossa resistência está restrita apenas às nossas capacidades limitadas, estamos sujeitos aos contra ataques do inimigo. Para vencer coisas espirituais precisamos operar de forma espiritual, com armas espirituais. Lembre-se: O machado corta a madeira e não a madeira corta o machado. Desta forma você precisa estar decidido quanto a forma de guerrear, como homem carnal ou como homem espiritual utilizando o canal de benção chamado PODER DE DEUS, para revitalizar o nosso entendimento e permear os nossos pensamentos. Quando o Espírito Santo assume a nossa batalha diante da preocupação, a terra na qual satanás tentou plantar esta semente se torna improdutiva para ele. Jesus vai sempre ensinar através dos seus exemplos nos dando discernimento e liberdade para escolher os nossos passos em relação aos nossos sentimentos. O próprio senhor Jesus já suportou todas as nossas dificuldades, opressões e dores no calvário deixado para nós uma via de acesso aos pensamentos dEle, e sabemos que os seus pensamentos são vitoriosos, são pensamentos de capazes de revigorar a carne e o espírito.

Todos nós passamos por momentos onde as aflições tentam minar a nossa confiança em Deus, porém Ele mesmo já venceu estas aflições nos deixando uma mensagem de ânimo, capacitação sobrenatural  e visão superior. Você não pode se deixar levar pelos sentimentos da preocupação. O versículo 34 do estudo diz que “o amanhã trará as suas próprias preocupações”. Isto significa que se você amanhecer preocupado com os assuntos de ontem, estará somando com as preocupações de hoje, gerando uma escala crescente inevitavelmente pesada demais para suportar.  Entregue seus sentimentos a DEUS através da meditação neste estudo e na oração que faremos agora e tenha certeza de estar acompanhado pelo melhor soldado para lutar ao seu lado.