quinta-feira, 24 de julho de 2014

A árvore e os seus frutos

A INFÂNCIA é um período de total liberdade, quando não temos responsabilidades sociais e nem espirituais. Durante um bom tempo sua única obrigação foi brincar e se divertir e quem sabe dar um pouco de trabalho aos pais. Mas, o tempo passa e coisas mudam. Depois de um certo período você passa a ter responsabilidades que vão crescendo juntamente com a sua idade e logo sua agenda fica lotada de compromissos. É nesta época que todos são unânimes em dizer a frase “O mundo está girando mais rápido”. Também é nesta época quando começamos a refletir sobre os nossos frutos. O que estamos construindo neste mundo? Qual a nossa função? Que diferença estamos fazendo através da nossa existência? Enfim, certamente você já se pegou questionando a sua própria existência dentro destas indagações.
       Jesus em sua infinita sabedoria nos dá respostas a respeito destas questões envolvendo o nosso dia-a-dia. No texto em Mateus 21.18-22 encontramos a passagem da “figueira infrutífera” – O texto diz: “De manhã bem cedo, quando voltava para a cidade, Jesus teve fome. 19 Vendo uma figueira à beira do caminho, aproximou-se dela, mas nada encontrou, a não ser folhas. Então lhe disse: “Nunca mais dê frutos!” Imediatamente a árvore secou. 20 Ao verem isso os discípulos ficaram espantados e perguntaram: “Como a figueira secou tão depressa?” 21 Jesus respondeu: “Eu asseguro que, se vocês tiverem fé e não duvidarem, poderão fazer não somente o que foi feito à figueira, mas também dizer a este monte: ‘Levante-se e atire-se no mar’, e assim será feito. 22 E tudo o que pedirem em oração se crerem, vocês receberão”. Esta figueira representa a vida espiritual de todos nós. Em Marcos 8.22-25 presenciamos o Messias curando um cego em Betsaida. Depois de cuspir nos olhos do homem e impor-lhe as mãos, Jesus perguntou: “Você está vendo alguma coisa”. Ele levantou os olhos e disse: “Vejo pessoas; elas parecem árvores andando”. Muitos pregadores afirmam que teria “falhado” o milagre de Jesus naquele dia em virtude de alguma dificuldade na fé do homem cego, entretanto a verdade é que Jesus “acertou além da conta”, dando aquele homem a possibilidade de ver os homens como de fato eles aparecem na vida espiritual. Antes de continuar é preciso compreender que a sua vida espiritual interfere na existência física. Todos os seus atos, palavras e sentimentos geram uma “verdadeira” imagem de quem você representa para Deus e é baseado nesta imagem que surgirão os seus frutos. Olhe ao seu redor e perceba: Toda árvore gera frutos! Às vezes doce, às vezes azedo. Estes frutos gerados tem duas funções básicas: Servir de alimento e preservar a espécie. Desta forma aprendemos que uma árvore sem frutos não gera nenhum tipo de benefício para o meio onde está inserida.
       Geramos frutos conforme a nossa espécie. Você já viu nascer goiaba num pé de manga, ou uma ovelha parir um bezerro? Claro que não! Mateus 7.16 diz: “Vocês os reconhecerão pelos seus frutos. Pode alguém colher uvas de um espinheiro ou figos de ervas daninhas?”. Nós reproduzimos conforme a nossa descendência física, psicológica e espiritual, e também deixamos de produzir por causa desses mesmos fatores. O texto em Mateus 7.17-18 esclarece: “Semelhantemente toda árvore boa dá frutos bons, mas a árvore ruim dá frutos ruins. 18 a árvore boa não pode dar frutos ruins, nem árvore ruim pode dar frutos bons. Talvez você esteja se perguntando a respeito dos seus frutos aqui na terra. Por que algumas pessoas estão tão adiantadas em relação a você tanto materialmente com espiritualmente? Pare para pensar um pouco e analise: Será que você tem cuidado bem da sua genética? Antes de verificar os resultados dos seus esforços ou quem sabe da falta deles é necessário avaliar o seu coração. O inimigo está o tempo todo tentando paralisar a sua vida, entulhando os seus poços e bloqueando seus caminhos. Você precisa ser forte nestes momentos e buscar a direção de Deus para vencer quer seja em uma pendência espiritual ou secular (social). Olhe ao seu redor e perceba quantas pessoas não trabalham, não estudam, não produzem, e não buscam nenhum crescimento na sua vida social ou espiritual. Este estado de paralisia desagrada ao coração de Deus e os resultados são drásticos. Em Mateus 21.19 lemos: “Vendo (Jesus) uma figueira à beira do caminho, aproximou-se dela, mas nada encontrou, a não ser folhas. Então lhe disse: “Nunca mais dê frutos!” Imediatamente a árvore secou”. Também em Mateus 7.19 está escrito: “Toda árvore que não produz bons frutos é cortada e lançada ao fogo”. Isto tudo nos faz compreender que a paralisia social e espiritual podem nos levar a rejeição por parte de Deus. Mateus 7.20 diz: “Assim, pelos seus frutos vocês os reconhecerão”. Não adianta ser uma “arvore bonita” se não geramos frutos. Atualmente a igreja está repleta de “arvores bonitas”, pessoas que poderiam estar produzindo frutos para Deus mas não produzem e a sociedade vai pelo mesmo caminho. Quantas pessoas poderiam estar fazendo a diferença na política, na cultura, no esporte e simplesmente param no tempo e deixam as águas passarem? Deus tem uma forma de avaliar pessoas. Ele não as avalia pela aparência e sim pelos resultados “ou frutos”. Mateus 7.21: Nem todo aquele que me diz: Senhor, Senhor, entrará no Reino dos céus, mas apenas aquele que faz a vontade do meu Pai que está nos céus”.
      
Você pode produzir e dar frutos maravilhosos. Deus não deseja podar sua vida! Pelo contrário, Ele deseja ver você produzindo frutos com cada vez mais qualidade tanto na sua vida espiritual como social. Para isto é preciso ser impactado pelo poder de Deus e exercitar a sua fé. É o que aprendemos em Mateus 21.21-22“Eu asseguro que, se vocês tiverem fé e não duvidarem, poderão fazer não somente o que foi feito à figueira, mas também dizer a este monte: ‘Levante-se e atire-se no mar’, e assim será feito. Por outro lado a oração é o verdadeiro adubo para os seus frutos. Por isso Ele disse em Mateus 21.22 E tudo o que pedirem em oração se crerem, vocês receberãoJeremias 17.7-8 escreve: “Bendito é o homem cuja confiança está no Senhor cuja confiança nele está. 8 Ele será como uma árvore plantada junto ás águas e que estende as suas raízes para o ribeiro...”. Ore a Deus e peça a Ele para capacitar você como árvore frondosa. Tome para si esta mensagem e certamente Deus mudará o seu entendimento e lhe dará capacidade para vencer os obstáculos da dúvida.

pr. altamir de souza
Na Visão de Multidões!
Shalom Aleichem, Aleichem Shalom
A paz seja convosco, convosco esteja a paz

Todos os nossos textos são liberados para estudos, pregações em pequenos grupos ou igrejas. A publicação dos textos entretanto só deverá ser feita mediante a autorização por escrito do autor.

AJUDE-NOS A DIVULGAR ESTE BLOG