sábado, 25 de janeiro de 2014

O que a bíblia diz sobre ficar, namoro e casamento

       Assunto controverso, motivo de longas discussões entre pastores, líderes e jovens. Acredito que a maior parte dos nossos e.mails em “Palavra e Mensagem” esteja direcionada a este assunto. Atualmente a mídia tem difundido a visão dos relacionamentos livres onde tudo é permitido. Se este texto estivesse sendo escrito há dez anos atrás a retórica seria “onde quase tudo é permitido”, mas definitivamente a atualidade rompeu alguns limites. O anormal virou normal, e praticamente tudo que antes não era aceito hoje é visto com muita naturalidade.
       Em nossa última postagem da série “O pastor responde” falamos sobre a sexualidade do cristão. Uma pessoa desapercebida pode compreender os dois assuntos de uma forma apenas, porém ambos são absolutamente diferentes. A ligação entre os dois assuntos não parte de Deus. Satanás utiliza na sua estratégia o chamado 50/50, ou seja: Um pouco de verdade e um pouco de mentira, exatamente para confundir a mente dos cristãos. Desta forma amizade, namoro, as amizades coloridas, passam por um processo tendencioso onde tudo aponta única e exclusivamente para o sexo, poluindo a mente dos cristãos jovens e adultos em um nível capaz de gerar granes prejuízos quando não tomadas as devidas providências.
       Vamos elucidar as dúvidas mais comuns que recebemos a respeito deste assunto em alguns tópicos importantes para você adquirir conhecimento a este respeito e ganhar autoridade para aconselhar e conduzir seus relacionamentos e discípulos.
Namoro é bíblico?
       Não encontramos na Bíblia, a palavra namoro. Mesmo pesquisando nas transcrições em línguas originais (hebraico, aramaico e grego) não há nenhuma menção a respeito desta palavra. A bíblia não contempla o namoro e se considerarmos as raízes da palavra notaremos que a mesma não representa o que se chama atualmente “namorar”. Vejamos: A língua portuguesa adotou a palavra do espanhol – “estar en amor”, formando posteriormente o verbo namorar. Uma tradução para “estar en amor” é estar amando. O namoro, se resgatadas as suas origens, representa o relacionamento entre homem e mulher devidamente apaixonados e em direção ao casamento.  A bíblia contempla o “noivado”, palavra derivada do latim novus, e que signfica “pessoa jovem” (em idade para se casar). O espanhol adotou esta palavra como novio ou novia, tornando-se em nosso português o noivo ou noiva. Perceba: Enquanto o namoro está relacionado ao compromisso afetivo, o noivado está relacionado à condição de poder se casar.

Então namorar é pecado?
       Não necessariamente. A condição de pecado só vai acontecer a partir do momento em que o relacionamento não possua “amor” verdadeiro entre as partes e o “compromisso” entre os dois para se casarem. Esta é a forma atual utilizada no mundo para a palavra namoro. Muitas pessoas se dizem enamorados (em estado de amor), porém sem o menor compromisso de casamento. Para o cristão, o namoro é um noivado, ou seja um relacionamento em vias de fato para o casamento. Sendo assim, todo cristão que namora precisa estar ciente da sua responsabilidade. Um cristão jamais vai namorar para “conhecer” o seu par. Na realidade ele deverá namorar porque já conhece a outra parte. Mateus 1.18 e Lucas 1.27 relatam a respeito do “estado de compromisso” entre José e Maria. Ambos tinham um compromisso de casamento, certamente eram jovens e amavam (estavam “enamorados”) um ou outro. No antigo testamento também vemos comumente os compromissos matrimoniais estabelecidos entre famílias.
      
Então tem que namorar e casar?
       Infelizmente não há outra resposta, por mais ortodoxa que ela lhe pareça. Todo cristão deve namorar ciente da responsabilidade de se casar. Se o desejo de se casar não estiver no coração de um dos dois ou dos dois, ambos não devem sequer iniciar um relacionamento. Mateus 5.37 é claro – “Seja porém, o vosso falar: Sim, sim; Não, não; porque o que passa disto é de procedência maligna”. O cristão precisa ter postura e testemunhar a sua condição de escolhido, sendo assim o seu relacionamento precisa partir sempre deste princípio: CASAMENTO.

Qual o significado do “namoro”
       Já aprendemos o significado da palavra: Namoro = “estar amando” ou “amar” e que inevitavelmente levará até o “noivado” = Estar em condição de casar-se”. Traduzindo tudo isto, namoro significa estar amando a tal ponto de gerar um compromisso impossível de ser cancelado. Jesus chama a sua igreja de “noiva” e o seu compromisso está selado e Ele virá buscá-la. Um noivado é a representação do que há de vir sobre a igreja de Cristo. Veja Efésios 5.25.28Maridos, amem suas mulheres esposas, assim como Cristo amou a igreja e entregou-se a si mesmo por ela...Da mesma forma, os maridos devem amar sua mulheres  como a seus próprios corpos. Quem ama sua mulher, ama a si mesmo.
      
       CONCLUSÃO – A mídia tem sido utilizada por satanás para confundir a mente do Cristão. Um homem ou mulher convertidos precisa compreender o namoro como algo santo e irrevogável. Um namoro Cristão necessariamente precisa gerar alegria – “Regozijemo-nos, e alegremo-nos, e demos-lhe glória; porque vindas são as bodas do Cordeiro, e já a sua esposa se aprontou”. Um namoro cristão precisa testemunhar a santidade de Cristo – “... sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível”.

      
pr. altamir de souza
Na Visão de Multidões!
Shalom Aleichem, Aleichem Shalom
A paz seja convosco, convosco esteja a paz


ENVIE SUAS DÚVIDAS PARA
praltamirdesouza@gmail.com
ou comente no final do texto

Todos os nossos textos são liberados para estudos, pregações em pequenos grupos ou igrejas. A publicação dos textos
 entretanto só deverá ser feita mediante a autorização por escrito do autor.

AJUDE-NOS A DIVULGAR ESTE BLOG.