quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Alívio aos cansados.


Mateus 11:25-30 – 25. Naquela ocasião Jesus disse: "Eu te louvo, Pai, Senhor dos céus e da terra, porque escondeste estas coisas dos sábios e cultos, e as revelaste aos pequeninos.  26. Sim, Pai, pois assim foi do teu agrado.  27. "Todas as coisas me foram entregues por meu Pai. Ninguém conhece o Filho a não ser o Pai, e ninguém conhece o Pai a não ser o Filho e aqueles a quem o Filho o quiser revelar.  28. "Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso. 29. Tomem sobre vocês o meu jugo e aprendam de mim, pois sou manso e humilde de coração, e vocês encontrarão descanso para as suas almas.  30. Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve".

O
nde reclinamos a cabeça quando o dia parece que não vai terminar? Onde buscamos alento quando a tristeza se torna insuportável? Onde procuramos remédio para as dores da alma, para as crises de fé e as angústias da vida? Onde procuramos respostas para as dúvidas que nos consomem por dentro? Quando estamos cansados e sobrecarregados, para onde vamos? 
l Jesus faz um convite simples: vinde a mim... E eu vos aliviarei. Vinde a mim... E encontrareis descanso. O convite é simples e atendê-lo também. Mas, é preciso tomar a decisão de ir até Ele. Isso implica em evitar as rotas de fuga que a vida nos oferece. Sempre surgem rotas de fuga que nos levam para longe de Jesus. Elas parecem atrativas. Algumas são prazerosas e apelam ao que a bíblia chama de concupiscência; outras rotas são aparentemente confortáveis e apelam para o comodismo.
 l Este texto deve levá-lo a pensar como anda a sua capacidade de enfrentar as dificuldades e permanecer fiel a Deus. Pense um pouco em como estas dificuldades tem interferido na sua vida espiritual. Uma das primeiras coisas que pensamos é em como nos livrar dos fardos que carregamos e qual a forma mais rápida, e realmente surgem muitas maneiras de estarmos livres do fardo (peso), porém conforme falamos há rotas de fuga que nos fazem fugir do fardo e também da presença de Deus. Uns apelam para outras religiões, outros apelam para meios desonestos, enfim. O fato é que ao não obedecermos a ordem do Senhor – “Venham a mim todos os que estão cansados e sobrecarregados”, incorremos num erro gravíssimo pois recusamos as verdadeiras promessas de salvação e alívio que o Senhor nos deixou.
l Vamos ler Isaías 53:4-6 - Certamente ele tomou sobre si as nossas enfermidades e sobre si levou as nossas doenças, contudo nós o consideramos castigado por Deus, por ele atingido e afligido. Mas ele foi transpassado por causa das nossas transgressões, foi esmagado por causa de nossas iniqüidades; o castigo que nos trouxe paz estava sobre ele, e pelas suas feridas fomos curados.  Note que lemos “enfermidades” e também “doenças”, e isto não é redundância, realmente Deus tomou para si as “enfermidades” do teu corpo e também as doenças da tua alma. Deus foi meticuloso no seu tratamento, respeitando-nos como trinos em segundo nível (corpo – alma – espírito), e dando-nos o poder de receber a cura para os nossos problemas existenciais, sentimentais e espirituais pelo simples fato de aceitá-lo como “remédio”.
l Leia também o versículo 29 onde está escrito: Tomem sobre vocês o meu jugo e aprendam de mim, pois sou manso e humilde de coração, e vocês encontrarão descanso para as suas almas”.  Perceba o mandamento também no versículo 29 onde aprendemos a encontrar descanso em Deus. Quando transferimos para Ele as nossas dores e os nossos fardos o Senhor as assume, por intermédio do sofrimento do seu periodo admâmico ele nos resgatou do pecado, da tristeza, da depressão e de todas as outras chagas do corpo e da alma.
 l Transfira para Deus o seu fardo! Deixe que ele seja o mediador dos seus problemas, tanto da alma como do corpo. Desta forma você não só sentirá o alívio, como também estará muito melhor aparelhado para enfrentar as dificuldades do dia a dia.  Deus sempre será soberano sobre todos os seus momentos, quer sejam bons ou ruins, mas você precisa compreender e aceitar esta autoridade em sua vida.  Nele, por Ele e para Ele! - Pr. Altamir de Souza