sexta-feira, 7 de setembro de 2012

O tempo de Deus


2 Pedro  3.8-14 - O dia do Senhor
8. Não se esqueçam disto, amados: para o Senhor um dia é como mil anos, e mil anos como um dia.  9. O Senhor não demora em cumprir a sua promessa, como julgam alguns. Ao contrário, ele é paciente com vocês, não querendo que ninguém pereça, mas que todos cheguem ao arrependimento.10. O dia do Senhor, porém, virá como ladrão. Os céus desaparecerão com um grande estrondo, os elementos serão desfeitos pelo calor, e a terra, e tudo o que nela há, será desnudada. 11 Visto que tudo será assim desfeito, que tipo de pessoas é necessário que vocês sejam? Vivam de maneira santa e piedosa,  12 esperando o dia de Deus e apressando a sua vinda. Naquele dia os céus serão desfeitos pelo fogo, e os elementos se derreterão pelo calor.  13 Todavia, de acordo com a sua promessa, esperamos novos céus e nova terra, onde habita a justiça. 14 Portanto, amados, enquanto esperam estas coisas, empenhem-se para serem encontrados por ele em paz, imaculados e inculpáveis.
Jesus lhes disse: Para mim ainda não chegou o tempo certo; para vocês qualquer tempo é certo (Jo 7.6)

N
osso tempo cronológico é diferente do tempo de Deus, pois Ele é eterno e não possui nenhuma limitação temporal. Quando Moisés diz não saber o nome de Deus, o Senhor responde: “Eu sou o que sou(Êx 3.14). Em Deus não há passado e nem futuro: Ele realmente é eterno e imutável: “Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje e para sempre” (Hb 13.8).
            No texto apresentado em 2ª Pedro 3, certamente há uma referência ao texto de Salmo 90:4  - De fato, mil anos para ti são como o dia de ontem que passou, como as horas da noite. – e faz um jogo de palavras: “um dia de Deus corresponde  para mim a anos dos homem; mil anos de Deus são iguais a um dia dos homens.  Isto nos mostra que enquanto ficamos ansiosos e pensamos que Deus demora para atender alguma das nossas súplicas, na realidade ele está nos ensinando a ser pacientes.  Ele não vive pressionado pelo relógio! Não há como calcular seu tempo, não há como compreender todos os desígnios do Senhor sobre as nossas vidas e isto fica claro quando lemos Isaias 55.9  - “Assim como os céus são mais altos do que a terra, também os meus caminhos são mais altos do que os seus caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os seus pensamentos”.
            Enquanto Jesus não volta para a consumação da História, o que podemos fazer em nosso tempo?  Se amamos a Deus, devemos procurar viver de forma a agradá-lo. No livro do profeta Miqueias, encontramos instruções quanto ao que fazer: “Ele mostrou a você, ó homem, o que é bom e o que o Senhor exige; pratique a justiça, ame a fidelidade e ande humildemente com o seu Deus” (Mq 6.8). Podemos andar com Deus todos os dias, obedecendo ao Senhor em nosso tempo. Quando nosso tempo aqui na terra terminar, experimentaremos como é o tempo de Deus – a eternidade. Se você vai passá-la com Deus ou longe d´Ele (no inferno) depende de sua resposta a Cristo: “Quem crê no Filho tem a vida eterna; já quem rejeita o Filho de Deus não verá a vida, mas a ira de Deus permanece sobre ele(Jo 3.36). Está passagem é tremenda! Possui em seu contexto uma grande revelação ao afirmar: “Quem crê no Filho do Homem...” o texto é objetivo, e na sua continuidade diz: “tem a vida eterna...”. Novamente o texto é afirmativo e objetivo! Isto mostra que a fé é o grande instrumento gerador de vida, porém não falamos da vida no tempo ao qual estamos acostumados, falamos de uma vida atemporal, onde você assumirá a mesma posição do Senhor em relação ao tempo, ou seja; para você “Mil anos serão como um dia!” porque a vida de que falamos, definitivamente será eterna.  
            Amado, você tem direito de escolha. Estar sobre a unção e a liberdade do Senhor não é uma obrigação e sim uma opção abrangente em todos os sentidos para sua vida. Talvez você precise reavaliar a forma como compreende o tempo de Deus na sua vida. Procure compreender quais são os objetivos do Senhor para o “seu tempo”. Certamente recairá sobre você uma unção especial de entendimento e paz. “Nele, por Ele e para Ele.
A eternidade não cabe em nosso tempo, mas você pode caber na eternidade com Deus.