quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Você sabe conviver com as suas expectativas?

Salmo 33:9-22
9. Pois ele falou, e tudo se fez; ele ordenou, e tudo surgiu. 10. O Senhor desfaz os planos das nações e frustra os propósitos dos povos. 11. Mas os planos do Senhor permanecem para sempre, os propósitos do seu coração, por todas as gerações. 12. Como é feliz a nação que tem o Senhor como Deus, o povo que ele escolheu para lhe pertencer! 13. Dos céus olha o Senhor e vê toda a humanidade; 14. do seu trono ele observa todos os habitantes da terra; 15. ele, que forma o coração de todos, que conhece tudo o que fazem. 16. Nenhum rei se salva pelo tamanho do seu exército; nenhum guerreiro escapa por sua grande força. 17. O cavalo é vã esperança de vitória; apesar da sua grande força, é incapaz de salvar. 18. Mas o Senhor protege aqueles que o temem, e os que firmam a esperança no seu amor, 19. para livrá-los da morte e garantir-lhes vida, mesmo em tempos de fome. 20. Nossa esperança está no Senhor; ele é o nosso auxílio e a nossa proteção. 21. Nele se alegra o nosso coração, pois confiamos no seu santo nome. 22. Esteja sobre nós o teu amor, Senhor, como está em ti a nossa esperança.

Salmo 33:22  – Esteja sobre nós o teu amor, Senhor, como está em ti a nossa esperança.

Q
uando nos deparamos falando com Deus a respeito das nossas necessidades e expectativas geralmente nos deparamos também com alguns questionamentos. ExemplosSerá que Deus tem me ouvido? Por que demora tanto? O que tenho feito de errado? Por que meu irmão tem tido tantas respostas? Enfim, são vários questionamentos que surgem ao longo da nossa vida cristã. Para nós cristãos é muito importante compreender as nossas expectativas e também as dos nossos irmãos em Cristo . Nossas expectativas podem edificar ou prejudicar o nosso relacionamento com Deus refletindo diretamente em nosso nível de fé. Quando sentimos a frustração de não ter uma oração atendida, muitas vezes surgem sentimentos prejudiciais para a nossa relação com Deus.
Como lemos no versículo 10 O Senhor desfaz os planos das nações e frustra os próprios dos povos.  Muitas vezes passamos por um longo período à espera da realização dos nossos sonhos em todas as áreas da vida. Esta espera nem sempre é tranquila, pois por vezes a necessidade é urgente, porém precisamos entender que o projeto de Deus envolve a sua vida de forma atemporal, ou seja: “Não há como você marcar data para Deus, até porque os seus projetos podem abranger muito mais do que simplesmente você! Veja o versículo 11 Mas os planos do Senhor permanecem para sempre, os propósitos do seu coração por todas as gerações”. Isto mostra que a sua oração gera uma semente de bênçãos que se expande por gerações a partir de você, porém esta oração não necessariamente vai realizar-se em você. Exemplo: Uma pessoa acometida de grave doença, pode não receber cura no corpo, porém aquela doença, de fato, pode nunca mais ser manifestada nas gerações futuras de sua família. Veja Êxodo 20:6 – “...mas trato com bondade até mil gerações aos que amam e guardam os meus mandamentos
Não é fácil sobreviver a esta linha de raciocínio e muitos não perseveram deixando-se entristecer no corpo e na alma pela falta da perseverança. Note que falamos falta de perseverança e não do cumprimento por Deus das nossas orações. Lemos em Tiago 1:6 – E a perseverança deve ter ação completa, a fim de que vocês sejam maduros e íntegros, sem lhes faltar coisa alguma
”. Nos versículos 18 e 19 da nossa leitura vemos: “Mas o Senhor protege aqueles que o temem, e os que firmam a esperança no seu amor, 19 para livrá-los da morte e garantir-lhes vida, mesmo em tempos de fome”
A ação completa a que se refere Tiago está relacionada com a forma como vemos Jesus e a forma como compreendemos as suas atitudes.  Somente através de uma visão completa de Deus nós adquirimos a maturidade e integridade a que expressa no versículo, e através disto conseguimos enxergar além do que estamos vivendo, mesmo em tempos difíceis ou seja “vida, mesmo em tempos de fome...” Quando atingimos esta maturidade estamos vinculados a um padrão diferente do padrão do mundo porque as nossas esperanças passam a estar depositadas do Senhor para nós (aguardar o tempo dEle) e não de nós para Ele (querer as coisas do nosso jeito, ao nosso tempo.) 
Veja os versículos 21 e 22 - Nele se alegra o nosso coração, pois confiamos no seu santo nome.
Esteja sobre nós o teu amor, Senhor, como está em ti a nossa esperança.  Oremos agora para que Deus mude nosso conceito e nos coloque inteiros nas suas mãos. Abra seu coração para Deus e Ele lhe trará um novo tempo!